terça-feira, 27 de outubro de 2015

Gêneros

Interessante a matéria que passou no Programa Fantástico da TV Globo no último domingo: uma família nos EUA que cria seus filhos de 8 e 4 anos (um menino e uma menina) sem gênero, ou seja, as crianças podem escolher a roupa que querem vestir e o cabelo que querem ter. Além disso, não há bonecas para as meninas e nem carrinhos de meninos. As crianças brincam com brinquedos que são comuns aos dois gêneros.
O menino contou que já foi motivo de chacota na escola por ter cabelo comprido. A menina já gosta de se arrumar, se sente menina mesmo.

A Pedagogia sempre mostrou que bonecas para meninas, brincadeiras de casinha, de princesa são, na verdade, para preparar a mulher para o mundo adulto. A mesma coisa para os meninos com seus carrinhos, brincadeiras de lutas. Contudo é importante observar que estamos no século XXI que as mulheres já se emanciparam há muito tempo, que muitas executivas de sucesso deixam os maridos que ganham menos em casa cuidando da família e dos filhos. Ou, numa classe média, os dois dividem naturalmente as tarefas domésticas. Claro que há exceções, caso contrário, anúncios de sabão em pó não seriam com mulheres, porém, a sociedade está mudando e por que não preparar essas crianças para uma sociedade real, onde também, homens mais velhos usam cabelos compridos?

sábado, 24 de outubro de 2015

Halloween? Muito mais que isso!

Poucos sabem, mas o antigos Celtas, povo que viveu na Europa bem antes de Cristo, era tão ligado à Natureza que tinha os ciclos lunares e  a Roda do Ano, pois, tudo era ligado também às quatro estações e tudo era celebrado o sol, a chuva, as colheitas. A vida para eles era um ciclo natural, assim como é para todos os seres vivos.

Assim, eles possuíam os festivais chamados de Sabás. Sempre a cada solstício ou equinócio ou entre eles. Um desses Sabás era Samhain, o ano novo Celta, em 31/10 com a chegada para eles do Outono para eles no Hemisfério Norte. Nesse festival eles acreditavam que era uma noite quando era mais fácil se comunicar com outros espíritos, espíritos dos mortos.

Com a chegada do Cristianismo, a mulheres Celtas, chamadas então de pagãs, foram chamadas de bruxas apenas por acreditarem nas forças da natureza e no poder das plantas e de outros elementos naturais. E foram taxadas como pessoas do mal por não seres cristãs.
Para que fosse mais fácil a aceitação do Cristianismo, instaurou-se no dia 1/11 o Dia de Todos os Santos e dia 02/11 Finados, relacionados, claro, ao Samhain.

Assim, dia 31/10 foi chamado de Halloween, o que quer dizer “todos os espíritos”, que se transformou em Dia das Bruxas.

Uma tradição de um povo tão antigo que foi tão mudada e suas mulheres que foram taxadas de bruxas no sentido pejorativo, pois, as chamadas bruxas eram apenas mulheres totalmente ligadas à Natureza em um povo que via uma vida sem pecado e sem culpa, simples como a roda da vida plantando tudo o que se colhe.

Hoje há milhares de pessoas que são neo-pagãs, ou seja, que estão resgatando toda essa cultura e sabedoria tão grandes.


Então, no dia 31/10, Feliz Samhain (para o Hemisfério Norte) e Feliz Beltane (para o Hemisfério Sul)!