segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Reflexão sobre as nossas crianças, o nosso futuro

Interessante a reportagem feita pelo Fantástico (TV Globo) ontem (29/11/2015) sobre meninas que eram aliciadas e prostituídas. O pior é ver que os aliciadores eram advogados, médicos e até um missionário evangélico, profissionais que jamais se imaginaria que fariam esse tipo de coisa, um defensor da Lei que deveria mais do que conhecer e ajudar a aplicar leis como o ECA, um profissional da saúde que deveria cuidar de alguém e um evangélico que se deveria temer a Deus e fazer o bem.
Do outro lado, meninas seduzidas pelo consumismo, por produtos que os pais (ou só mães) não poderiam comprar como os mais caros celulares, por exemplo.
Fica claro que tanta coisa está errada, homens que se dizem racionais, porém que conseguem ser mais irracionais do que uma planta e meninas que estão mais preocupadas com o consumismo e ingenuamente caem em armadilhas como essas.
Homens da sociedade comum que quando chegam à política como chegaram devem fazer ainda mais estragos à sociedade.
O sexo em primeiro lugar como seres que estão no cio e não conseguem sequer pensar direito no que estão fazendo, o consumismo que seduz menores de idade. Questões com certeza para famílias, governantes e a sociedade em geral pensarem bem, o que estamos ensinando às nossas crianças quando devemos ensinar coisas que as protejam, o que foi ensinado a homens assim para que se tornassem verdadeiros monstros.


Nenhum comentário:

Postar um comentário